quarta-feira, 12 de maio de 2010

Os melhores Ovos do mundo


Ontem fui ver o filme "As Melhores coisas do Mundo", sozinho, sessão quase vazia. O filme é realmente bom, narrativa bem construída, personagens críveis ao invés de adolescentes drogados, punks e alienados, como é comum no cinema. Destaque para a atriz Gabriela Rocha, que interpreta a melhor amiga do protagonista e para a situação que faz com que a vida de Mano saia do comum, seus pais se separam porque o pai de Mano está apaixonado por um outro homem.

Durante toda a sessão não conseguia parar de pensar naquelas comédias americanas adolescentes dos anos 80, "Picardias Estudantis", "A Garota de Rosa Choque", "O Clube dos 5" e afins. Filmes excelentes que tratavam com humor e descompromisso os dramas comuns dos adolescentes daquele país. Sempre houve uma lacuna na nossa cinematografia da retomada de filmes que tratassem da vida dos adolescentes, público que lota salas de cinema em bandos. Esse filme, junto com "Sonhos Roubados" e "Os famosos e os duendes da morte" (ainda não tive a oportunidade de ver esses dois últimos) acredito ser o começo de um gênero a ser bem explorado. Por enquanto apenas dramas, mas quem sabe no futuro a situação evolua para boas comédias bem dirigidas.

Para terminar, teve uma cena no filme que eu realmente adorei, quando Mano e sua mãe jogam ovos contra a parede, não faço nenhum tipo de leitura simbólica da cena, apenas achei bonita e me cativou, me emocionou de verdade.

Um comentário:

amoviola disse...

Estou doida pra ver o 'Melhores Coisas' mas demorei pra ir e agora, em São Paulo, está díficil achar alguma sessão mais a noite.
O filme está sendo elogiado a torto e a direito mas isso não é o suficiente para ele permanecer em cartaz.

Juliana M.